Conselhos

    Factos divertidos sobre cereais integrais

    Talvez já saiba muito sobre cereais integrais, como a importância que têm numa alimentação equilibrada e como podem ser deliciosos. Mas será que sabe mesmo tudo sobre eles? Não? Ótimo! Veio ao sítio certo.

    Bem mastigados

    As pessoas já comem cereais integrais há mais de 17.000 anos. Colhiam as sementes, tiravam a casca e mastigavam o miolo do grão cru ou coziam-no em água.

    Grãos ao longo da História!

    Os egípcios costumavam enterrar as múmias com colares feitos de cevada e em 1324 o Rei Eduardo II de Inglaterra definiu que a "polegada" corresponderia a "três grãos de cevada, seca e redonda, colocados em fila“.

    É muito grão

    Um alqueire de trigo contém cerca de um milhão de grãos integrais individuais.

    Guerra aos cereais integrais

    O amaranto é um cereal integral que era essencial para o povo Azteca. Por isso, quando Cortez os invadiu com o exército espanhol, tentou aniquilá-los proibindo o cultivo deste cereal. Quem fosse apanhado a cultivá-lo era morto!

    Tut, tut...

    O khorasan é uma variedade de trigo que foi trazida para os EUA como uma lembrança de um túmulo egípcio e era vendida como "Trigo do Rei Tut". Hoje conhecido como kamut, a antiga palavra egípcia para trigo, é um cereal rico e de sabor amanteigado.

    Arroz mascarado

    O arroz selvagem não é arroz, na verdade. É a semente de uma erva aquática originalmente cultivada pelas tribos nativas da América. O seu sabor é muito intenso e é muito caro, e por isso costuma ser misturado com outros tipos de arroz.

    Trigo, o todo-poderoso!

    O trigo é o cereal mais cultivado no Mundo. Ocupa mais de 17% do total de terra cultivada no planeta e é o principal alimento de 35% da população mundial. É o cultivo que fornece mais calorias e proteína à alimentação a nível mundial.

    Abre-te grão!

    As pipocas são simplesmente cereais integrais insuflados. São feitas de um tipo de milho especial chamado "zea mays everta", a única variedade de milho que "insufla”. Experimente fazer as suas próprias pipocas com milho em casa com as crianças. A diversão está garantida!

    Alimento de deuses e reis

    Na Ásia, o amaranto é conhecido como a "rainha das sementes" e "semente enviada por Deus".

    Ouro puro

    A quinoa é um cereal integral que era muito apreciado pelos antigos incas. Chamavam-lhe "o ouro dos incas".

    Vamos falar

    Nos países emergentes, os produtos Nestlé têm mais sal do que os produtos nos países desenvolvidos?

    Ao longo dos últimos 15 anos, empenhámo-nos em reduzir o sódio (que é o componente principal do sal) nos nossos cereais de pequeno-almoço em todo o mundo, pois queremos continuar a fazê-los mais nutritivos. Alcançar uma fórmula consistente em todos os produtos não se consegue do dia para a noite - por isso, é possível que alguns produtos contenham mais sódio do que outros. O nosso objetivo é que todos os nossos cereais – a nível global – tenham os mesmos níveis reduzidos de sódio, tendo como alvo menos de 135mg por dose em todos os nossos produtos para crianças.

    Quais são as vantagens nutricionais e para saúde dos Nestlé Corn Flakes Sem Glúten?

    Para além de serem uma opção saudável para quem quer reduzir a quantidade de glúten na sua dieta ou que têm doença celíaca ou intolerância ao glúten, os Corn Flakes Sem Glúten são também enriquecidos com vitaminas do complexo B, ácido fólico e ferro.

    Como posso encontrar alimentos feitos com cereais integrais?

    Duas coisas a reter: • Procure rótulos dos alimentos que incluam a palavra 'integral' à frente do nome do cereal, como “trigo integral” ou “pão integral”. • Para alimentos com mais de um ingrediente, certifique-se de que o cereal integral aparece no início da lista de ingredientes. Quanto mais no topo da lista, maior a percentagem de cereais integrais que foi usada na receita. E tenha atenção à percentagem de cereais integrais. Deverá encontrar esta informação também na lista de ingredientes.

    Ouvi dizer que uma dieta com um IG baixo me pode ajudar a perder peso. É verdade?

    É muito cedo para dizer ao certo. A ciência ainda está a dar os primeiros passos nesta área. Há provas de que os alimentos com baixo IG demoram mais a serem digeridos e o ajudam a sentir-se satisfeito durante mais tempo, mas não há nada que comprove que ingerirá menos calorias na refeição seguinte.